sábado, 20 de outubro de 2007

Fluem, Con-fluem, Como fluem!

Inicio com o poema que dá nome a este blog, "Confluência".
O blog anterior continua "vivo".
www.meulivrodosdias.zip.net



Confluência


"Pensar na pessoa amada
é como querer ficar à beira d'água...

esperando

que o riacho...

alguma hora


esbarre de correr" (Guimarães Rosa)


É pensar: duas almas, uma única oração

É andar: um encontro, dois corpos, uma fusão

É respirar: um perfume, cheiro de canção

É dançar: passos firmes, uma religião.


Fluir com e para com

Riacho que outro riacho abraça

Correm para o rio:

Desliza pro mar o rio

Navegam no mar sem fim.


A estrada que separa

A proximidade que abarca e une, de fato

As ondas em sintonia

...
fluem

confluem

como fluem!


Nas pontas de cada dedo

Contato vital
Nos braços entrelaçados

A ponte pra chegar até nós.


(Melissa Rocha 19 -10-2007)


Um comentário:

Renan disse...

Querida, Meeel!!

Estive (estou/estarei) presente em seu outro blog e estarei aqui tbm! Certamente!

Adoro ocê, viu
Adorei o blog novo tbm!

Beijo
Te amo